terça-feira, 12 de março de 2013

Cientistas descobrem que a “ligação paramagnética” pode existir no espaço

Não precisamos ter conhecimento profundo em química para saber que existem, basicamente, dois tipos de ligações: a iônica e a covalente.

Na iônica, a atração eletrostática faz com que íons de carga oposta se juntem e covalente, os elétrons são compartilhados entre os átomos. Mas os cientistas da Universidade de Oslo, Noruega, descobriram outra forma de união entre os átomos.

A “ligação paramagnética”, que só pode acontecer nas proximidades de estrelas de nêutrons (corpos celestes supermassivos, com alta gravidade e com período de rotação rápido) ou anãs brancas (produto final da evolução da vida de uma estrela).

A descoberta aconteceu acidentalmente quando o professor Trygve Helgak e sua equipe estavam utilizando um computador para simular o comportamento de moléculas de hidrogênio em um campo magnético forte. Eles queriam saber o que acontecia quando os átomos eram submetidos a 105 Teslas, 10.000 vezes mais fortes que qualquer campo magnético artificial já feito na Terra. 
A equipe, primeiramente, verificou o estado de menor energia na molécula de hidrogênio e constatou que ela se distorcia. Quando um dos elétrons foi excitado para um nível de energia capaz de quebrar o vínculo, a molécula simplesmente se posicionou de maneira perpendicular ao campo ficando formando a chamada “ligação paramagnética”.
Jane Binário

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dna Binário agradece seu comentário.
Seja sempre bem vindo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...